quarta-feira, março 31, 2010

(..) endureci um pouco, desacreditei muito das coisas,
sobretudo das pessoas e suas boas intenções.

terça-feira, março 30, 2010

Bom... esse post vai para o meu Avô que partiu ontem à noite. Mais que Vô... um Pai.

Você falava que eu era seu anjo
Disse que eu tinha vindo diretamente do céu
e que sempre iria me ter por entre os seus braços
Eu amava a maneira como você se sentia tão forte
Eu nunca quis que você partisse
Eu queria que você continuasse aqui a me abraçar


Eu sinto sua falta
Eu sinto falta do seu sorriso
E eu ainda choro
Uma vez ou outra

mesmo que seja diferente agora,
Você ainda esta aqui de alguma forma
meu coração não deixará que você vá
eu preciso que você saiba
Eu sinto sua falta

domingo, março 28, 2010

Os três pontinhos

Interrompido, caiu uma vírgula por aí, minha oração nunca será ouvida. Me perdi no meio dos sentidos.
História escrita a lápis, lápis-borracha para tudo ser mais prático. Escrita de qualquer jeito, torta, em linhas invisíveis. Com um início de perder o fôlego, mas com um eterno três pontinhos num final que nem existe.
Os três pontinhos são o que me matam, ponto final seria a dureza clara e o fim da história, três pontinhos são o que me matam. Uma história pra adultos, escrita por crianças. Você sem saber viver de tantas vidas por aí, eu sem conseguir viver porque virei seu hospedeiro.
Quis sugar sua vida perdida, e me perdi. Os três pontinhos são o que me matam...

sábado, março 27, 2010

Text

É como se eu fosse um texto em que você só leu o primeiro parágrafo, ou apenas o título, ou até mesmo simplesmente ignorou por não gostar da ortografia do escritor.

Depois que você me mandou limpar os óculos

Todos os dias eu quase te ligo, eu quase consigo ser leve e te dizer: “Ei, não quer conhecer meu quarto novo?” Eu quase consigo te tratar como nada. Mas aí quase desisto de tudo, quase ignoro tudo, quase consigo, sem nenhuma ansiedade, terminar o dia tendo a certeza de que é só mais um dia com um restinho de quase e que um restinho de quase, uma hora, se Deus quiser, vira nada. Mas não vira nada nunca.
Eu quase consegui te amar exatamente como você era, quase. E é justamente por eu nunca ter sido inteiro pra você que meu fim de amor também não consegue ser inteiro.
Eu quase não te amo mais, eu quase não te odeio, eu quase não odeio aquelas fotos com aquelas pessoas, eu quase não morro com a sua presença, eu quase não escrevo esse texto.
O problema é que todo o resto de mim que sobra, tirando o que quase sou, não sei quem é.

quinta-feira, março 25, 2010

Empty

No vazio cabe um monte de coisa, mas nenhuma se encaixa. Todas deslizam pelo rio de lágrimas que inundam todos os meus andares vazios. A hora que eu denovo chorar, vai ser o choro mais triste do mundo.
Prih sempre me mandando coisas sensacionais .-.

(...) A coisa que uma pessoa mais precisa na vida é gostar das outras pessoas e ser gostada, também. Aí, pra ser gostado, a gente escreve histórias..."

quarta-feira, março 24, 2010

"A vontade que me dá de sair correndo pelo mundo, de fechar os olhos e só abrir quando eu sentir o cheiro seguro da felicidade eterna e da liberdade fácil. Ficam me dizendo que pra chegar lá a gente tem mesmo que passar por tudo isso, que tem que sofrer e chorar e doer pra depois ver tudo se encaixar como peças perfeitas, feitas pra acertar a sincronia.
Mas sabe, eu não tenho mais quinze. Eu não tenho mais dezesseis, nem dezoito se quer. Os meus vinte agora são mais pra muitos e eu cansei de achar que tudo tem saída porque eu faço parte daquela juventude boa de gente que vai mudar o mundo.O mundo não vai mudar não (...)" R

...

Só isso. A simplicidade de existir, sem precisar super existir. E ter faro ao invés de desejo. E ter necessidade ao invés de angústia. E uivar ao invés de colocar o remédio embaixo da língua pra dor passar antes do meu cérebro virar um ovo frito.

terça-feira, março 23, 2010

Dream

Se dava pra ir de pesadelo pra sonho deitado, imagina o que eu não poderia fazer da
minha vida a hora que ficasse em pé.

domingo, março 21, 2010

Conversas

- Eu: Sabe... é complicado, completamente dificil, insuportável as veses...
- Alguem: Ei Marlon... escuta, eu sei que você acha que ele era especial, mas... eu não acho. Eu acho que está só lembrando das coisas boas; E da proxima vez que olhar para trás... eu acho que devia olhar direito.
- Eu: *silêncio*

sábado, março 20, 2010

Pra onde?

As pessoas seguram uma risada quase de pena. Mas se ele nem morava aqui, mas se ele não ficou mais do que uma semana com você, mas se já faz tempo que ele se foi, sem nunca ter sido.
Então o quê? Nem eu sei. Mas sei da minha enxaqueca que já dura uma semana. Latejando sem parar. O coração que subiu nos meus ouvidos. Gritando que sente falta e pronto.
Eu sinto falta de ligar o celular, depois do ônibus chegar, e ter uma mensagem sua dizendo que vai dar tudo certo, que você já vai chegar com aquele sorriso que só você tem. E eu sorrir mesmo estando numa fila gigantesca do super da praia, embaixo daqueles 78 graus do Cassino. Não tem poesia nem palavra difícil e nem construção sofisticada. O amor é simples como sorrir numa droga de fila. E não se sentir mais sozinho e nem esperando e nem desesperado e nem morrendo e nem com tanto medo.
Eu sinto falta de querer fazer amigos em qualquer festa, só pra conhecer gente estranha e te contar depois. Agora, eu fico pelos cantos das festas,  ou melhor, nem saio de casa. Voltei a achar todo mundo feio e bobo e sem nada a dizer. Porque eu acho que estava gostando mais das pessoas só porque te via em tudo. Agora as pessoas voltaram a me irritar. E eu voltei a ter que fazer muuuuuita força pra sair de casa.
Eu pensei que poderíamos ser infinitos se fossemos música. E isso explica tudo, mas ninguém entende. Você entende. Entendia. Mas cadê você? É você?
É tão estranho ter algo pra fugir de tudo e, de repente, precisar principalmente fugir desse algo.
E daí se vai pra onde?

quinta-feira, março 18, 2010

Que divertido

mais uma mentira para a coleção. sinceramente, será que pensam que eu não tenho sentimentos? estou começando a aceitar a possibilidade desta pergunta. porque para fazerem o que fazem, só pode isso. ou então, quem fez é que não tem sentimentos...

quarta-feira, março 17, 2010

sad

E então, só porque outro dia feliz me espera, acordo triste novamente.

sexta-feira, março 12, 2010

Eu me acostumei tanto em ser sozinho que já não sei mais ter alguém. Eu sempre resolvi toda minha dor por dentro, criei métodos de implodir o que me deixa mal.

quarta-feira, março 10, 2010

A mulher sozinha alongou o pescoço fazendo cara de pressa. Eu alisei com a língua o cortinho seco do meu lábio inferior torcendo pro dia acabar logo e eu poder colocar o outro travesseiro no meio das pernas e endireitar minha coluna e dormir com menos dor.

E a vida continua...

segunda-feira, março 08, 2010

Fun

Tô me divertindo, ué. Não é isso que mandam a gente fazer? Quando a gente chora e escreve aquele monte de poesia profunda. Quando a gente se apaixona e tudo mais e enche o saco dos amigos com aquela melação toda. Não fica todo mundo dizendo pra gente parar de tanto drama e se divertir? Poxa, tô só obedecendo todo mundo.
"...Afastarei você com o gesto mais duro que conseguir e direi duramente que seu amor não me toca nem me comove e que sua precisão de mim não passa de fome..."

sexta-feira, março 05, 2010

Poise

Trata-se de uma decepção diferente: não penso obsessivamente, não tenho vontade nenhuma de ligar nem de escrever cartas, não tenho ódio nem vontade de chorar. em compensação também não tenho vontade de mais nada. uma grande, uma enorme, uma devastadora falta de saco pra qualquer pessoa. até rolaram umas possíveis galinhagens, mas não tô mais aqui pra isso, depois, ai haja forças para fazer caras e bocas, dizer coisas, arquitetar encontros, telefonemas.

quinta-feira, março 04, 2010

quarta-feira, março 03, 2010

espero

Preciso ter certeza que inventar nosso encontro sempre foi pura intuição, não mera loucura.

segunda-feira, março 01, 2010

"Cansei de morrer na vida das pessoas, resolvi matar também!"

MUITO meu momento

Little boy

Mais do que tudo, sou o garotinho assustado, 11 ou12 anos, ajoelhado no chão do banheiro pedindo que os pais parassem de brigar, assustado com o amor, assustado com a vida, assustado com a porta trancada e a solidão. Essa mesmo garotinho mal resolvido que vaga dentro de mim, como um espírito que não aceita evoluir, é o garotinho que quis se curar do medo do amor com um amor tão grande, tão grande, tão grande, que não existe. E ficou sem nenhum.

Eus

Não importa, nada importa. Se eu ficar dentro de casa esperando ser feliz para ser feliz, eu não vou ser feliz nunca. Se eu ficar dentro de casa esperando que uma perfeita unidade nasça de dentro dessa confusão de mil personagens que é minha alma, eu não vou sair de casa nunca mais.
A vida dói mesmo, é fato, sempre doeu, não é novidade. Viver aqui dentro, com tanta gente brigando pra saber qual dos “eus” é mais eu, não é fácil. Mas foda-se, no meio disso tudo dá pra se divertir, dançar e gozar de vez em quando. Então vamos em frente, todos.
Mesmo tendo um demônio horroroso de mil cabeças dentro do meu ouvido mandando eu odiar o mundo para me defender e não ser odiada, mesmo tendo uma velha de mil anos na minha carcaça mandando eu ler um bom livrinho sem forçar muito a vista e não esquecer das meias de lã, mesmo tendo que conviver diariamente com essa criança mimada que nunca se satisfaz com nada e vive me jogando na cara que eu sou incapaz de fazê-la feliz, mesmo ouvindo o dia todo os gemidos do homem fatal que não agüenta mais o cheiro de mofo do meu corpo, um pouco inutilizado em nome de um enfoque maior no espírito, e, finalmente, mesmo tendo que apanhar o tempo todo do insuportável garoto cult que vive me reprimindo de ser feliz com a simplicidade, eu consegui reunir todo mundo, botar todo mundo pra rua e ir para o primeiro lugar escuro com música que aparecesse.

LookBook.nu

<!--BEGIN HYPE WIDGET--><script src="http://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.4.2/jquery.min.js" type="text/javascript"></script><script src="http://lookbook.nu/look/widget/1474853.js?include=hype&size=medium&style=button&align=center"></script><div id="hype_container_1474853"></div><!--END HYPE WIDGET-->