segunda-feira, maio 31, 2010

"É difícil me iludir. Porque não costumo esperar muito de ninguém.
Odeio dois beijinhos, aperto de mão, tumulto, calor, gente burra e quem
não sabe mentir direito. Não puxo saco de ninguém, detesto que puxem
meu saco também. Não faço amizades por conveniência, não sei rir se não
estou achando graça, não atendo o telefone se não estou com vontade de
conversar."

Journey.

Viajar... me faz pensar (de um jeito bom), por isso o fiz, e não pelo 'outro' motivo que estava me atormentando... Só precisava daquele tempo dentro do onibus, o sair da cidade (mesmo sendo em outra a 1h daqui). Me dou de conta que realmente posso fazer as coisas sozinho, sem nem se quer falar uma única palavra a alguem. Sentir-me livre, finalmente.
Sentado na poltrona admirando a Serra, Justin Nozuka nos ouvidos, me senti 'eu mesmo' novamente, depois de toda essa longa 'jornada', por assim disser. Realmente nada é facil, mas depois, com toda a certeza se nota o resultado.

All over again

"Antes que pudesse me assustar e, depois do susto, hesitar entre ir ou não ir, querer ou não querer - eu já estava lá dentro. e estar dentro daquilo era bom."

peloamordedeus :s

sexta-feira, maio 28, 2010

Me nego a brigar. Pra quê? Passei uma vida sendo o irritadinho, o que queria tudo do seu jeito. Amor só é amor se for assim. Sotaque tem que ser assim. Comer tem que ser assim. Dirigir, trabalhar, dormir, respirar. E eu seguia brigando. Querendo o mundo do meu jeito. Na minha hora. Querendo consertar a fome do mundo e o restaurante brega. Algo entre um santo e um pilantra. Desde que no controle e irritado. Agora, não quero mais nada. De verdade... Se o brinco foi pelo ralo, foda-se. Deixa assim. A vida é assim. Não brigo mais.

terça-feira, maio 25, 2010

Caio

"Porque eu não desejava conversar, pessoas se preocupam demasiadamente e eu não precisava de especulações, conversas enfadonhas e repetir tudo o que estava acontecendo comigo. Não.
Eu não quero falar sobre isso. Isso o quê? Se eu tivesse noção do que era... Acontece que esses dias estão tortuosos e eu não desejo levantar-me daqui, a poltrona já adquiriu o formato do meu quadril e a TV me dá o entretenimento necessário para continuar trancafiada aqui. Sossego é o que eu quero.Desde que ele fora embora, eu ouço versos que me falam sobre amores arruinados, o coração já não bate, esquecera completamente o tal do Tum-tum-tum. Será que o coração bate assim? Há algum tempo que não sei como ele reage."

domingo, maio 23, 2010

Time

O tempo todo me dizendo menos. Menos. Pra aguentar, por favor. Pra ter alguma coisa, qualquer coisa. Duas semanas. Um mês. Menos. Menos dor, menos amor, menos ódio, menos vontade de fazer cortar. De sangrar pra fora pra poder ser menos. Por favor.

terça-feira, maio 18, 2010

ú.u

"Já chorei muito, já doeu muito esse coração. Mas agora tô, ó, tá vendo? De pedra. Uma tora. Um macho"

domingo, maio 16, 2010

Na hora certa

Tenho saudades dele. Uma chaminha de reter quer voltar. Um gelinho de doer quer voltar. Mas solto, deixo, vai, apago, derreto. As coisas são como são. Além do que, uma vida pela frente vai me dizer. Na hora certa.
E então meu MPalgumacoisa toca Justin Nosuka no último volume e eu me acabo de gritar e sentir a vida. Quem diria. As coisas são como são. Na hora certa.
E quem diria. Quem diria. Ontem mesmo, conversando com vários amigos, eles me disseram que eu não mais parecia comigo. Eu pareço eu sim, mas vou ganhando o mundo quando abro algumas brechas da minha prisão. E de brecha, vou me ganhando também. E quase vira o estômago mas sou tomado por uma fome boa que eu nem sei o nome. Talvez acreditar assim, sem medo, em algo descontrolado e de alguma forma justo. Durmo em paz. Tudo na hora certa. As coisas são como são.
Além dos meus espinhos eu tenho também muitas flores. E que sim, eu posso ser amado. Porque não ter alguém agora, agarrado aos meus pés, não significa não ser um calo persistente até mesmo em solas curtidas e acostumadas com a corrida. Descubro coisas terríveis e maravilhosas a respeito do amor. As coisas são como são. E na hora certa.
Como diria João Guimarães “o que é doideira às vezes pode ser a razão mais certa e de mais juízo”. As coisas são como são. Na hora certa. E foda-se.

sexta-feira, maio 14, 2010

Fatos¹²³

"Um dia você vai estar sozinho, vai fechar os olhos e tudo estará negro.Os numeros da sua agenda passarão claramente na sua frente e você não terá nenhum numero mais pra discar.Sua boca vai tentar chamar alguém, mais não há ninguém solidário o bastante pra sair correndo e te dar um abraço, ou te colocar no colo e acariciar seus cabelos até que o mundo pare de girar. Nessa fração de segundos, quando seus pés se perderem do chão, você vai se lembrar da minha ternura e do meu sorriso infantil.Virão súbitas memórias dos meus abraços e beijos, da minha preoucupação com você.
Em um novo momento, você vai sentir um aperto no peito, uma pausa na respiração e vai torcer bem forte pra ter nosso mundo delicioso de novo.O nome disso é saudade, aquilo que eu tinha tanto, e te falava sempre.(...)Seus olhos te ensinaram o que é lágrimas, aquelas que eu te disse que ardiam tanto. O nome do enjoô que você vai sentir é arrependimento, e a falta de fome que virá se chama tristeza. Então, quando os dias passarem e eu não te ligar, quando nada de bom acontecer, e ninguém te olhar com meus olhos encantados, você encontrará a famosa solidão. Apartir daí, o que acontecerá, chama-se surpresa. E provavelmente o remédio pra todas essas sensações acima... É o tal do tempo em que você tanto falava!"

Tati Bernardi.

Muda

Preciso te lembrar como tu era no início, era um vício difícil de deixar. Procuro em tanta gente um espelho teu, não vejo nada, não vejo nada...
Tentando ser o que eu não era mais, eu me vi escondido em um mundoque você criou e nunca mais voltou para me libertar.
E eu que não sei, aonde chegar, já caminhei tanto pra encontrar...

quinta-feira, maio 13, 2010

EU — É possível um rio secar completamente?
ELA — Claro que é.
EU — Mas será que ele não enche depois? Nunca mais?
ELA — Alguns sim, outros não.
EU — Mas nunca mais?
ELA — Sei lá, acho que não.
EU — Você tem certeza?
ELA — Certeza eu não tenho. Só estou dizendo que acho. Afinal não sou nenhuma especialista em matéria de rios, secos ou não.
EU — Sabe?
ELA — O quê?
EU — Eu tinha esperança que o rio voltasse a encher um dia."

(C.F.A)

quarta-feira, maio 12, 2010

E nada vai mudar enquanto a gente resistir em ver que as coisas são sempre assim, entre o que eu quero e o que você crê, e nada vai mudar enquanto a gente resistir em ver...

segunda-feira, maio 10, 2010

Hope

É incrível o quanto me apego aos mínimos detalhes, as mínimas manifestações. E é ai que me pego surpreso, porque tenho algo que realmente pensei que tinha perdido a muito tempo atrás, algo que chamam vagamente de... esperança.


 

Humanos²

sexta-feira, maio 07, 2010

"Chorei por três horas, depois dormi dois dias.
Parece incrível ainda estar vivo quando já não se acredita em mais nada. Olhar, quando já não se acredita no que se vê. E não sentir dor nem medo porque atingiram seu limite"

500daysofsummerFacts

- Acho que nunca vou entender isso. Não faz sentido!
- Simplesmente aconteceu...
- Mas é isso que eu não entendo! O que aconteceu?
- Eu acordei um dia, e eu sabia.
- Sabia o que?
- Sabia o que nunca tive certeza com você.

quinta-feira, maio 06, 2010

why?

Why Don't You Love Me? - Beyoncé

Por que você não me ama?
Me diga querido
Por que você não me ama?
Quando eu me faço ser tão fácil de amar.

Por que você não precisa de mim?
Me diga querido
Por que você não precisa de mim?
Quando eu me faço tão fácil de ser querido.

What if...

Se desculpas resolvessem as coisas...

segunda-feira, maio 03, 2010

Define tudo.

Stop Falling

Eu não estou procurando pelo que o amor traz, porque eu continuo jovem e eu não estou pronto. Eu continuo atrás de dias melhores, eu não quero te entregar tudo, eu só quero fazer você sentir coisas. Se você não ira me entregar tudo apenas desista.
Não suponha, que por ser como sou eu irei me apaixonar, não espere milhões de necessidades para serem cuidadas, não preciso escutar "você tem o que eu preciso". Porque como você poderia saber antes de nós realmente nos conhecermos?
Você tem que entender o meu lado, eu tenho tido uma vida muito complicada, ninguém veio até mim para abrir os meus olhos. É melhor você levar o que puder pegar, nem sequer importe-se com o meu coração, se eu sentir um sentimento surgindo, não irei alimentá-lo muito, por medo... aviso.
Por favor acredite em mim, eu tenho seguido esse caminho e voltado. Aprendi uma lição de que o amor não é seu amigo. O dia em que eu realmente confiar em você, será o dia em que eu disser "aquelas palavras". Não espere que eu me abra, talvez eu esteja apenas um pouco assustado. Por favor não me diga o que pensa que eu quero ouvir, querido guarde isso, eu já escutei tudo isso antes... e talvez nada que você disser me fará mudar, mas espero que faça.

P.S: Não tem ninguém em especial... é mais um... aviso rs'

domingo, maio 02, 2010

Panic!

É como se fosse um problema cotidiano. E os outros seguem nas ruas. Está sol. Tudo é tão calmo. Mas eu, pra variar, estou em pânico. O dia calmo, o solzinho gelado de fim de tarde que nada promete, e eu com pânico. É assim sempre e isso cansa tanto...

LookBook.nu

<!--BEGIN HYPE WIDGET--><script src="http://ajax.googleapis.com/ajax/libs/jquery/1.4.2/jquery.min.js" type="text/javascript"></script><script src="http://lookbook.nu/look/widget/1474853.js?include=hype&size=medium&style=button&align=center"></script><div id="hype_container_1474853"></div><!--END HYPE WIDGET-->